Com o início da quadra chuvosa de 2021, o descarte adequado de resíduos sólidos se torna um hábito essencial que deve ser incorporado pelos fortalezenses para evitar a formação de alagamentos e a proliferação de doenças. Por isso, os 86 Ecopontos implantados pela Prefeitura de Fortaleza em diversos bairros incentivam o engajamento da população para a construção de uma Cidade mais limpa.

Os equipamentos são voltados para o recebimento de entulho, restos de poda, móveis e estofados velhos, além de óleo de cozinha, papelão, plásticos, vidros e metais. A logística também inclui caçambas para coleta e estrutura administrativa direcionada às equipes de limpeza urbana, fiscalização e monitoramento.

Entre os anos de 2015 e 2020, foram 270 mil toneladas de materiais descartados nos Ecopontos. Também foram mais de R$ 5,6 milhões gerados na troca de recicláveis, entulhos e volumosos, a partir dos programas Recicla Fortaleza e E-Carroceiro, para cerca de 30.000 usuários e 1.600 carroceiros cadastrados.

Para exercer a cidadania e ter acesso aos benefícios dos programas, o cidadão deve procurar o Ecoponto mais próximo de sua residência e realizar o cadastro. Em seguida, é só separar os resíduos recicláveis, entulhos e volumosos, e levá-los até o local escolhido para a pesagem. É importante armazená-los sem sobra de alimentos ou produtos para não atrair insetos e gerar mau cheiro.

Nos Ecopontos, o fortalezense também pode conferir a tabela de valores dos resíduos, pois o crédito será calculado de acordo com o peso e os tipos de materiais, considerando os valores de mercado.

O horário de atendimento é de segunda-feira a sábado, das 8h às 12h e das 14h às 17h. Para atender à população nos Ecopontos, funcionários da Ecofor Ambiental, concessionária responsável pela gestão de resíduos sólidos urbanos da Prefeitura de Fortaleza, orientam, recebem o material e atestam a quantidade de resíduos depositados em cada contêiner.