A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou nesta quarta, 26, o Projeto de Lei 500/2017 da vereadora Larissa Gaspar (PT) que proíbe a utilização de fogos de artifício barulhentos na capital. Agora Cabe ao prefeito José Sarto (PDT) sancionar.

Se sancionado, o fortalezense vai usar fogos de artifício sem estampidos, ou seja, silenciosos, em estádios, festas de rua e réveillon, por exemplo. A alegria para comemorar algo passará a ser também um momento de respeito aos outros. O barulho gerado pelos fogos de artifícios pode ultrapassar a intensidade de 150 dB. Essa intensidade sonora é capaz de causar zumbido, perda de audição temporária ou permanente e hipersensibilidade auditiva, já nos animais, compromete os cursos migratórios, causa morte súbita, acidentes domésticos, entre outros.

Alguns municípios que já possuem leis que proíbem fogos barulhentos: Américo Brasiliense (SP), Araraquara (SP), Conchal (SP), São Paulo (SP), Distrito Federal e Florianópolis (SC).