Como parte do programa de segurança viária, a Prefeitura de Fortaleza inicia, nesta sexta-feira (16/04), na Avenida Santos Dumont, os serviços de sinalização para readequação de velocidade de 60km/h para 50km/h em toda a sua extensão. No local, será realizada uma ação educativa para incentivar o respeito ao pedestre, considerado um dos usuários mais frágeis no trânsito. Já na segunda-feira (19/04), esses serviços também serão iniciados na Avenida Abolição.

À medida que as placas forem instaladas, educadores e agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) farão um trabalho de conscientização nos principais cruzamentos. Faixas informativas indicarão o cumprimento ao novo limite e, sobretudo, à prioridade do pedestre durante a travessia. “A velocidade é o principal fator de risco de acidentes graves e atropelamentos. Ao readequá-la, vamos garantir um ir e vir mais seguro a quem se desloca a pé e está mais exposto na via”, enfatiza Juliana Coelho, superintendente do órgão. Ao serem finalizados os serviços de sinalização, os condutores terão seis meses para se adaptarem à mudança da velocidade para 50 km/h no trecho, sem aplicação de autuação.

Esta medida de readequação da velocidade tem sido adotada pela gestão municipal desde 2018, quando a Avenida Presidente Castelo Branco foi a primeira via a ter velocidade regulamentada em 50 km/h. Com a implantação, houve no local redução de cerca de 40,60% no quantitativo de atropelamentos e de 20,2% no índice de acidentes com vítima. Em relação a acidentes envolvendo ciclistas, que também são usuários vulneráveis, a queda foi de 23,9%. Já a estatística de acidentes fatais reduziu 34,2%.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a readequação da velocidade de 60 para 50 km/h aumenta em dez vezes a chance de uma pessoa atropelada sobreviver. Conforme a organização, a velocidade elevada provoca um efeito de afunilamento no campo visual do condutor, dificultando a percepção de pedestres e outros obstáculos nas ruas.

Em relação a ocorrência de acidentes de trânsito, de 2015 a 2019, essas vias se apresentaram como bastante críticas, onde foram registrados mais de 3.600 acidentes, sendo 2.053 resultado em vítimas feridas e 56 vítimas fatais, além de 289 atropelamentos, conforme levantamento da AMC.

Pesquisa
Segundo pesquisa realizada pelo órgão de trânsito, disponibilizada no Relatório Anual de Segurança Viária, 18% dos veículos excederam a velocidade em Fortaleza no ano de 2020. É a infração mais cometida pelos cearenses. O desrespeito é ainda maior quando o usuário é motociclista. Um a cada quatro motociclistas desrespeita o limite de velocidade.

Infrações
As multas por excesso de velocidade variam de infração média a gravíssima: até 20% a mais do que o limite estabelecido, a infração aplicada ao condutor do veículo é média (quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação) e multa no valor de R$ 130,16.

De 20% a 50% acima do limite permitido na via a infração é grave (cinco pontos), com valor de R$ 195,23; para velocidade superior a 50% do limite estabelecido, a infração é gravíssima (sete pontos), além de multa de R$ 880,41, apreensão da carteira de habilitação e suspensão do direito de dirigir.