Ato ecumenico Hospital de Campanha pV
Foto: Kaio Machado

Na noite desta terça-feira (02/06), o hospital de campanha de Fortaleza, construído pela Prefeitura no Estádio Presidente Vargas, celebrou, em ato ecumênico, a marca de mil pacientes acolhidos em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus. A solenidade, transmitida ao vivo pela TV Terra do Sol e pelas mredes sociais da Prefeitura, reuniu manifestações religiosas e artísticas.

O número, registrado na noite desta segunda-feira (01/06), reflete os esforços da administração pública municipal ao longo dos 45 dias de funcionamento do equipamento.

O prefeito Roberto Cláudio comemorou o resultado conquistado. “Este hospital, exclusivo para o atendimento de casos da Covid-19 de média a baixa complexidade, foi levantado em tempo recorde e recebeu o seu primeiro paciente em 18 de abril. Hoje, ultrapassamos a marca de mil vidas acolhidas. Isso é muito significativo para a gente”, declarou.

Na oportunidade, o pianista Felipe Adjafre apresentou-se com um repertório especial em homenagem aos trabalhadores atuantes no enfrentamento à Covid-19 e comandou a Hora do Ângelus ao som de Ave Maria, emocionando os presentes. A apresentação do músico, oriunda do projeto Pôr do Sol Fortaleza, reúne esforços da Secretaria Municipal do Turismo.

Presente na ocasião, a secretária da Saúde de Fortaleza, Joana Maciel, reconheceu o trabalho dos profissionais envolvidos na missão de salvar vidas. “Queremos registrar todo o carinho e toda a gratidão aos profissionais que têm enfrentado, de forma extremamente heroica, essa situação. Trabalhar em hospitais de campanha, com nova estrutura e novas equipes, para enfrentar uma doença, até então, desconhecida, é desafiador. Desde o início da pandemia, lançamos mão de diversas estratégias para evitar tragédias e atender os nossos pacientes com dignidade. A construção deste hospital foi um ponto fundamental”, considerou.