A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) inicia, nesta quinta-feira (22/04), mais um mutirão de sinalização pela cidade, desta vez, contemplando os bairros Serrinha e Itaperi (Regional 8). Esses locais receberão ao longo dos próximos dias um conjunto de intervenções que visam melhorar o tráfego de veículos e pedestres, além de reduzir acidentes viários.

As ações incluem renovação da sinalização em 190 cruzamentos, implantação de dois novos binários, readequação da velocidade para 50 km/h em três vias, uma Área de Trânsito Calmo e cerca de 9,1 km de novas ciclofaixas. A iniciativa também prevê implantação de cinco novos semáforos, construção de três travessias elevadas para pedestres, 10 novas lombadas e tachões refletivos em 26 cruzamentos, que servem como redutor de velocidade.

Estes bairros apresentaram elevado índice de acidentes nos últimos quatro anos. Entre 2015 e 2019, foram registrados um total de 1.299 sinistros de trânsito, sendo 1004 com vítimas feridas e 25 com vítimas fatais. O órgão contabilizou 97 atropelamentos no período.

Novos Binários
Neste projeto, estão previstos dois novos binários, o primeiro sendo formado entre as Ruas Profa. Heloisa Ferreira Lima e Freire Alemão (trecho entre a Av. Dr. Silas Munguba e a Rua Inácio Parente) e o segundo formado entre as ruas Lima Sucupira e Guerra Junqueira.

A Cidade conta atualmente com 34 binários, que são implantações de sentido único em vias que anteriormente operam em duplo sentido de circulação, com o objetivo de reduzir os conflitos existentes entre veículos e pedestres.

Travessias elevadas para pedestres e lombadas
As três novas travessias elevadas para pedestres vão ser implantados na Rua Antônio Teixeira Leite, em frente ao Colégio Maria Ester, e na Rua Betel, em frente ao Posto de Saúde Dom Aloísio Lorscheider. Estas estruturas garantem uma passagem mais segura aos pedestres, incentivando que o condutor respeite a faixa e reduza a velocidade para dar prioridade a quem anda a pé.

Também serão construídas dez lombadas nos seguintes locais: Rua Gov. João Carlos (entre Rua Cônego Lima Sucupira e Rua Galileu); Rua Gov. João Carlos (entre Rua Magnólia e Rua Pe. Nóbrega); Rua Dr. Justa Araújo (entre Rua Magnólia e Rua Pe. Nóbrega); Rua Freire Alemão (entre Rua Elisa Baldo e Rua Santiago); Rua Marechal Bittencourt (entre Rua Dois e Rua César Alves); Rua Marechal Bittencourt (entre Rua Amsterdã e Rua Três); Rua Betel (entre Rua João França e Rua Campo Maior); Rua Betel (PGV Hospital Veterinário Sylvio Barbosa Cardoso): Av. Equador, próximo à Rua Bogari, e Rua Profa. Heloisa Ferreira Lima, próximo à Rua Japi.

Sinalização semafórica
Serão instalados cinco novos semáforos nos cruzamentos da Av. Bernardo Manuel x R. João de França; Av. Bernardo Manuel, próximo ao Supermeracado Frangolândia; R. Anita Garibaldi x R. Bruno Valente; Av. Bernardo Manuel x R. Guerra Junqueiro; e Av. Bernardo Manuel x R. Pe. Ascenço Gago Novo.

Outro equipamento, localizado na Av. Dr. Silas Munguba x R. Profa. Heloísa Ferreira Lima, terá ainda a inclusão de estágio para pedestres.

Área de Trânsito Calmo
Uma Área de Trânsito Calmo também está definida neste projeto e ficará localizada na Rua Betel, entre a Rua João de França e o PGV Hospital Veterinário Sylvio Barbosa Cardoso (FAVET/UECE). Nesse trecho, estão localizados, além do Hospital Veterinário, a UPA do Itaperi, o Posto de Saúde Dom Aloísio Lorscheider e a Escola Municipal Projeto Nascente.

Fortaleza conta com 10 Áreas de Trânsito Calmo, onde a velocidade regulamentada é de 30 km/h, estando localizadas em regiões com alta concentração de pedestres, de forma a dar mais segurança nas travessias.

Zonas de 50 km/h
Como o excesso de velocidade é um dos principais fatores de risco de acidentes, a AMC readequará o limite em três vias para 50 km/h: Rua Governador João Carlos, Rua Dr. Justa Araújo e a Rua Marechal Bittencourt.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a readequação da velocidade de 60 para 50 km/h em uma via aumenta em dez vezes a chance de uma pessoa atropelada sobreviver.

Infraestrutura Cicloviária
A malha cicloviária será ampliada com mais 9,1 km de novas ciclofaixas para garantir deslocamentos seguros aos ciclistas, beneficiando as seguintes vias: Heloísa Ferreira, Freire Alemão, Cônego Lima, Guerra Junqueiro, Gov. João Carlos, Justa Araújo e Av. Bernardo Manuel.

Também serão instalados 30 novos paraciclos, que são mobiliários urbanos utilizados para estacionamento de bicicleta. A medida, implementada mundialmente, incentiva o uso desse meio de transporte.