Como parte do conjunto de intervenções de segurança viária planejada para o Centro, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) inicia nesta terça-feira (20/07) a implantação de uma sinalização turística para ciclistas e pedestres contendo a indicação dos atrativos do bairro. A região também ganhará uma nova ciclofaixa na Rua Dr. João Moreira.

A sinalização turística tem o objetivo de estimular o turismo local, priorizando a caminhada e o ciclismo bem como promover um resgate cultural do Centro da cidade.

A superintendente do órgão, Juliana Coelho, explica que a sinalização é composta de placas em coluna distribuídas pelas ruas Alberto Nepomuceno, João Moreira, Senador Pompeu, Pedro Pereira, Floriano Peixoto, Castro e Silva, Rufino de Alencar, Dom Manoel e Historiador Raimundo Girão. “Indicaremos, no tota,l 60 prédios históricos. Posteriormente, também vamos colocar totens com mapas em 14 praças enumerando esses pontos e a localização de cada um”.

Nova ciclofaixa

A partir desta terça-feira (20/07), os usuários de bicicleta serão contemplados com uma infraestutura cicloviária de 0,5 km de extensão que se interligará com as ciclofaixas da Av. Alberto Nepomuceno e Rua Floriano Peixoto, além de atender importantes pontos do Centro como o Forte N. Sra. da Assunção, Passeio Público, Museu da Indústria, Santa Casa de Misericórdia e Centro de Turismo do Ceará.

Segundo o Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza é a capital brasileira onde as pessoas vivem mais próximas à infraestrutura cicloviária, com 49% dos habitantes morando a menos de 300 metros de alguma ciclovia, ciclofaixa, ciclorrota ou passeio compartilhado.

Com essa implantação, a Capital passa a ter uma rede cicloviária total de 384 km, um aumento de de 464% em relação ao que havia em 2013. No primeiro semestre deste ano, foram implantados 34,8 km em cerca de 30 vias de diferentes bairros da cidade.

De acordo com a legislação de trânsito, estacionar o veículo em ciclofaixas ou ciclovias é infração de natureza grave, cinco pontos na carteira e multa no valor de R$ 195,23. Já transitar nestes locais se configura como infração gravíssima, sete pontos no prontuário e multa de R$ 880,23.