Foto: O Lagoa

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudtor), baniu, de janeiro a abril de 2019, 45 torcedores das arenas esportivas do Estado por mau comportamento e pela prática de crimes. Os números são relativos às ocorrências registradas no interior dos estádios, durante os plantões do Nudtor, e têm como média a realização de dois jogos de futebol por semana. As informações foram divulgadas pelo coordenador do Núcleo, promotor de Justiça Edvando França.

Dos 45 torcedores banidos, 31 foram retirados por posse ou consumo de drogas, cinco pelo crime de cambismo, quatro por promoverem tumultos ou incitarem a violência e cinco foram retirados pela prática de outros tipos de crime de menor potencial ofensivo. As ocorrências registradas no período não possuem relação com o consumo de bebidas alcoólicas.

No primeiro quadrimestre deste ano, o Nudtor também realizou 163 procedimentos. Ao todo, foram realizados 42 Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCO), com o registro de infrações de menor potencial ofensivo; 37 audiências preliminares, que ocorrem logo após o momento da prisão do acusado; 33 transações penais oferecidas; 26 transações aceitas e 25 denúncias oferecidas.