Camilo Santana respiradores
Foto: Divulgação

Mais uma carga com equipamentos importantes no combate à pandemia do novo coronavírus deve pousar em Fortaleza neste fim de semana. Um avião com origem da China já decolou carregado com 300 respiradores adquiridos pelo Governo do Ceará para equipar UTIs. Nesta sexta-feira (26), por meio das redes sociais, o governador Camilo Santana informou que essa leva de novos aparelhos deverá ser utilizada para reforçar e ampliar a rede pública estadual de saúde nas cidades do Interior, onde o número de novos casos da Covid-19 está crescendo.

“Eles vão permitir ampliar novos leitos em Juazeiro do Norte, Sobral, Iguatu. Estamos pensando em mandar também para Canindé, Morada Nova, Pacajus, Crateús. Vai permitir a gente ampliar mais ainda o atendimento, principalmente neste momento no Interior, onde a pandemia tem avançado. É uma aquisição importantíssimas para salvar vida”, declarou Camilo Santana.

O governador informou que amanhã anunciará um novo decreto estadual que passará a valer a partir da próxima segunda-feira (29). O documento trará quais são as mudanças que vão ser estabelecidas, como as regiões que poderão avançar na reabertura gradual da economia, os municípios que entrarão em isolamento social rígido, entre outras deliberações.

O gestor estadual lembrou que é preciso cumprir as determinações para que não seja preciso regredir no Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais. “Nós não voltamos à normalidade, a pandemia continua no Ceará. É bom lembrar o que está acontecendo em outros estados do Brasil, que abriram e agora estão tendo que fechar novamente pelo avanço da pandemia. Nós estamos sendo rigorosos na avaliação dos dados da saúde para nos garantir que as decisões sejam as mais corretas e responsáveis nesse momento para minimizar os efeitos da pandemia no Ceará. É fundamental o comportamento da população para que a gente possa avançar para as outras fases. Não queremos retroceder. Isso depende do comportamento de cada um de nós”, enfatizou o governador.

De acordo com o decreto estadual vigente, Fortaleza está na segunda fase do plano. Devido à queda no número de novos casos e óbitos, a macrorregião da Capital pode avançar no plano e já se encontra na primeira. Os demais municípios do Interior estão na fase de transição. O uso de máscara em território cearense continua obrigatório.