A Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE) divulgou, nesta terça-feira (28), as alíquotas e o calendário de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2022. No próximo ano, os donos de veículos que pagarem o IPVA em cota única até o dia 31 de janeiro de 2022 terão desconto ampliado de 5% para 10%.

Já os contribuintes que optarem pelo parcelamento em até cinco vezes terão um abatimento de 5%. O projeto de lei, de iniciativa do Poder Executivo, que concedeu os descontos inéditos, foi aprovado na semana passada pelos deputados estaduais e publicado no Diário Oficial do Estado dessa segunda-feira (27).

Clique aqui para ver a tabela completa do IPVA 2022.

Pela nova lei, os abatimentos poderão ser acumulados com o desconto do programa Sua Nota Tem Valor, que pode chegar a mais 5%. Dessa forma, o pagamento à vista com bônus de pontuação máxima do Sua Nota Tem Valor resultará em até 15% de redução do valor do IPVA, enquanto o parcelado poderá chegar a 10%.

Os descontos extras serão oferecidos aos participantes do Sua Nota Tem Valor que atingiram determinado limite de pontos (veja regras) entre os meses de julho e novembro de 2021. Os cidadãos cadastrados no programa podem conferir o desconto disponível pelo site ou App do Sua Nota Tem Valor, na opção Pontuação IPVA.

Quem preferir dividir o pagamento do imposto quitará as parcelas nos dias 10 de fevereiro, 10 de março, 11 de abril, 10 de maio e 10 de junho. O valor mínimo do imposto a ser parcelado é de R$ 100,00.

Os boletos para pagamento estarão disponíveis a partir do dia 3 de janeiro de 2022 no site da Secretaria ou no aplicativo “Meu IPVA”, em versões para Android e IOS.

A rede arrecadadora do IPVA inclui Banco do Brasil, Caixa Econômica, BNB, Bradesco, Santander, Itaú e casas lotéricas. O imposto também pode ser pago por meio dos cartões de crédito vinculados ao Banco do Brasil ou Bradesco.

Vale relembrar que a Sefaz não envia guias de recolhimento pelos Correios ou por email.

Isenção

Pessoas com deficiência têm direito à isenção do imposto, assim como proprietários de máquinas agrícolas, táxi, ônibus de transporte urbano e metropolitano, além de veículos com mais de 15 anos de fabricação.