gasolina

De acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), o Nordeste apresentou a maior alta do País para a gasolina, e fechou a primeira quinzena de dezembro com o litro vendido à média de R$ 4,751, nas bombas. Na região, o combustível foi o que registrou o maior aumento, de 1,9%, frente ao fechamento do mês de novembro.

Desde o mês de maio, pico da pandemia de coronavírus no País, a gasolina apresentou aumento de quase 19% na Região Nordeste. Mesmo com as altas consecutivas registradas desde meados de 2020, a gasolina compensou mais que o etanol para o bolso do consumidor. “Embora tenha apresentado a maior alta de todo o País, a gasolina foi a mais vantajosa em todos os estados do Nordeste, na relação 70/30”, pontua Douglas PinaHead de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Assim como a gasolina, o etanol também vem apresentando alta na região. Na primeira quinzena de dezembro, fechou com a média de R$ 3,704, um aumento de 1,65% nas bombas. O diesel e o diesel S-10 seguem o mesmo comportamento de alta, e ficaram 2,24% e 2,37% mais caros na primeira quinzena de dezembro, com o preço médio do litro registrado em R$ 3,792 e R$ 3,838.

No comparativo dos estados, Alagoas segue liderando com os maiores preços para a gasolina, o diesel e o diesel S-10, com os litros vendidos, em média, a R$ 4,878, R$ 3,956 e R$ 4,000, respectivamente. O estado também apresentou o maior aumento do País para o Gás Natural Veicular (GNV), que ficou 10,2% mais caro do que em novembro, sendo comercializado na média de R$ 3,417.

Embora registre o menor custo do Brasil para o litro da gasolina (R$ 4,569), a Paraíba apresentou o maior aumento percentual para o combustível, que ficou 3,5% mais caro do que o valor registrado no mês de novembro. O estado também tem os preços mais baratos para o diesel comum e o etanol, R$ 3,688 e R$ 3,419.

O Maranhão liderou com o etanol mais caro da região (R$ 3,881) e Pernambuco com o diesel S-10 mais barato (R$ 3,685). O Gás Natural Veicular (GNV) mais caro do País foi encontrado no estado do Rio Grande do Norte (R$ 3,575) e o mais barato na Bahia (R$ 2,943), uma variação de quase 22% dentro da região Nordeste.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 18 mil postos credenciados da Ticket Log, que tem grande confiabilidade, por causa da quantidade de veículos administrados pela marca: 1 milhão ao todo, com uma média de oito transações por segundo. A Ticket Log, marca de gestão de frotas e soluções de mobilidade da Edenred Brasil, conta com mais 25 anos de experiência e se adapta às necessidades dos clientes, oferecendo soluções modernas e inovadoras, a fim de simplificar os processos diários.

Screenshot_1-300x197 Economia