Foto: Reprodução

Os dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), indicou que em maio de 2020, os preços do conjunto de alimentos básicos sofreram deflação de -5,65% em Fortaleza. A baixa nos preços de cinco dos doze produtos da cesta configura em média R$ 455,18.

O relatório divulgado nesta quinta-feira, 4, mostra que Fortaleza se encontra em 10º lugar na lista de cidades onde a cesta básica está mais cara. O modo como a pesquisa é realizada foi diferente por conta do isolamento social. A solução encontrada foi uma tomada de preços nos estabelecimentos que fazem parte da amostra regular da pesquisa, por telefone, e-mail, consultas na internet e em aplicativos de entrega.

Segundo a Dieese, considerando o valor e, tomando como base o salário mínimo vigente no país de R$ 1.045,00, pode-se dizer que o trabalhador teve que desprender 95h50 de sua jornada de trabalho mensal para essa finalidade. O gasto com alimentação de uma família padrão (2 adultos e 2 crianças) foi de R$ 1.365,54.