A primeira audiência do processo sobre a chacina da Grande Messejana foi marcada para o próximo dia 7 de outubro, às 9h, na 1ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláquia. Na ocasião, serão ouvidas vítimas sobreviventes. Nesta quarta-feira, 31, 44 policiais militares tiveram as prisões decretadas pela Justiça por participação na matança de 11 pessoas, entre a noite do dia 11 e a madrugada do dia 12 de novembro de 2015. A decisão atende a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP-CE).

A sessão foi agendada após o Colegiado de 1º Grau, instalado pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), no âmbito da 1ª Vara do Júri, ter recebido a denúncia, oferecida pelo Ministério Público, e decretado a prisão preventiva dos envolvidos.

Lista
A relação com os nomes dos PMs denunciados pelo MP foi divulgada na manhã desta quinta-feira, 1º. Os detalhes da denúncia foram apresentados pelo elo procurador-geral de Justiça, Plácido Barroso Rios; o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), o promotor Manoel Epaminondas Vasconcelos; e os promotores Marcus Renan Plácido, Joseana França, Alice Iracema Aragão, Humberto Ibiapina, Rinaldo Janja e Felipe Diogo.

Mortos na chacina da Grande Messejana:

Mortes registradas no Curió, à 0h20min
Álef Souza Cavalcante, 17 anos
Jardel Lima dos Santos, 17 anos
Antônio Alisson Inácio Cardoso, 17 anos

Mortes registradas no Alagadiço Novo, à 1h54min
Marcelo da Silva Mendes, 17 anos
Patrício João Pinho Leite, 16 anos

Mortes registradas no Conjunto São Miguel, às 3h33min
Jandson Alexandre de Sousa, 19 anos
Francisco Elenildo Pereira, 41 anos
Valmir Ferreira da Conceição, 37 anos

Mortes registradas na Messejana, às 3h57min
Pedro Alcântara Barroso do Nascimento, 18 anos
Marcelo da Silva Pereira, 17 anos
Renayson Girão da Silva, 17 anos

Fonte: O Povo