Comparada com a Páscoa anterior, a rede de shoppings Ancar Ivanhoe registrou aumento de 40% no tráfego virtual, no Ceará. Os centros comerciais investiram na divulgação de catálogos com produtos temáticos no site, direcionando o usuário para o Whatsapp das lojas, viabilizando a entrega via delivery ou drive-thru. Esse é apenas um dos exemplos de transformação digital após a pandemia, que levou 92% das empresas a reverem seus modelos de negócios, conforme aponta o estudo da Dell Technologies. Mais de 87% das empresas realizaram alguma ação com foco no e-commerce.
Para acompanhar as transformações do mercado, é preciso investir não só em novas tecnologias, mas em atualizações e aperfeiçoamentos profissionais, alerta a consultora na área de Gestão e Comércio, Cíntia Oliveira. A programação do Senac Ceará tem acompanhado essas mudanças, para qualificar empresários e empreendedores. Em maio, a instituição realiza a segunda edição da Jornada de Negócios Digitais, agora com a oferta dos cursos Iniciando seu comércio eletrônico; Como vender nas redes sociais; e Roteirização de entregas e vendas.
“Os cursos são rápidos e ganham formato de trilha de aprendizagem, em que o aluno vai se desenvolvendo de acordo com a sua disponibilidade de horário e orçamento, podendo comprar os três ou cada um, separadamente”, explica a consultora.  A ideia é conduzir os profissionais autônomos e empresários a desenvolver seu negócio em meios digitais, por meio da oferta de produtos e serviços em ambiente virtual, desde o início do processo de venda on-line até a entrega dos produtos.
Tendo à frente os instrutores David Tahim, Joyla Lima e Juliana Carvalho, os cursos seguem uma sequência que aborda desde temas mais básicos da digitalização dos negócios – passando pelo relacionamento com o cliente em sua jornada de compra na internet e entendendo sobre o processo de domínio de ferramentas de impulsionamento orientadas à venda, finalizando com conhecimentos sobre roteirização de entregas e vendas para auxiliar na análise dos custos e tornar o serviço mais rápido e eficaz.
Através de atividades práticas, os participantes do curso entendem quais são as melhores estratégias para a operação de entregas, tanto em relação ao atendimento quanto à independência dos aplicativos, visando ao aumento da qualidade e do lucro, por meio da aproximação com os clientes.