Bicicleta-Integrada-Terminal-Messejana-01 Cotidiano
Foto: Divulgação

A população estava na expectativa e foi conferir de perto a primeira estação do Bicicleta Integrada no Terminal da Messejana, entregue na manhã desta sexta-feira (23).

A estação conta com 50 novas bicicletas para ampliar a oferta de alternativas de transporte à população. Com a iniciativa, a Prefeitura de Fortaleza disponibiliza na cidade um total de 200 bicicletas somente desse novo sistema, estando disponível nas estações dos Terminais Messejana, Siqueira, Papicu e Parangaba.

Contando com as 800 “bikes verdinhas” do Bicicletar, Fortaleza dispõe agora de 1.000 bicicletas para os mais diversos perfis de deslocamentos. Nas redes sociais, os seguidores aprovaram a iniciativa. Rosana Fernandes comenta que a iniciativa foi boa, porém questiona o trânsito. “Messejana está tão caótica, que fico imaginando, onde esse povo vai usar essas bicicletas”, comenta.

O usuário poderá valer-se desse benefício de forma ilimitada, desde que respeitado um intervalo mínimo de 3 horas entre cada uso. Se o usuário desejar retirar novamente a bicicleta ao término do período, sem penalidade, deverá devolvê-la normalmente e aguardar 3 horas para a próxima retirada. A cada hora de atraso na devolução da Bicicleta, o usuário terá o cadastro bloqueado por um dia.

A analista de sistema, Rafaela Melo, aprovou a ideia e relata que usa diariamente a sua bicicleta pelas ruas da cidade “É um projeto inovador, vai beneficiar muita gente, vai estimular o uso da bicicleta integrada com o transporte público, democratizando o serviço que antes só tinha nas zonas mais nobres da cidade, mas chegou na periferia”, comenta.

Para realizar o cadastro, basta que o usuário tenha 18 anos e apresente as originais e cópias do RG, CPF, comprovante de endereço e Bilhete Único, além de número de telefone celular válido e pessoal. O cadastro também vem sendo realizado nos Terminais do Siqueira, Papicu e Parangaba.

Seguindo a regra, um atraso de duas horas bloqueia o usuário por dois dias e, assim, sucessivamente. A medida é para proporcionar a rotatividade das bicicletas e que mais pessoas tenham acesso ao sistema.

Importante saber que a Bicicleta Integrada não é compatível com o Bicicletar e, por isso, a devolução das bikes em estações que não pertencem ao Bicicleta Integrada acarretará em penalidade ao usuário.