A partir da 0h desta sexta-feira (28),  a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) iniciou mais nova greve. A informação foi divulgada pelo presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Ceará, Francisco Lucas de Oliveira após assembleia da categoria realizada nas proximidades do Palácio da Abolição, no bairro Meireles. Essa é a segunda greve em menos de dois meses.

A primeira delegacia a ser fechada foi o 2º Distrito Policial (DP), na Aldeota. Ainda de acordo com o presidente, com o início da greve, apenas uma delegacia funcionará na Capital e uma no Interior. “A partir de meia noite vai funcionar em Fortaleza a delegacia do 34º DP, no Centro, e no Interior do Estado, a Delegacia Regional de Iguatu“.

Entretanto, na manhã desta sexta (28) os representantes da categoria mudaram a programação. Desde as 8h, funcionam em Fortaleza a delegacia de Defraudações (Rua do Rosário, 199) e Delegacia da Criança e do Adolescente (Rua Tabelião Fabião, 114, Presidente Kennedy). No Interior, apenas a Delegacia Regional de Icó.

Lucas disse ainda que todas as delegacias foram orientadas a não realizar nenhum tipo de atividade e os policiais à se dirigirem ao acampamento, em frente ao Palácio da Abolição. Na greve realizada em setembro, as reivindicações foram o aumento salarial e o aumento do efetivo.

A Administração da Polícia Civil e a Controladoria Geral dos Órgãos de Disciplina e Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (CGD) afirmaram que, “tendo em vista a decretação pela continuidade da greve por parte dos policiais civis, em flagrante ilegalidade, todas as medidas criminais e judiciais serão implementadas imediatamente”.

Fonte: Diário do Nordeste