WhatsApp-Image-2016-10-02-at-15.25.46 Cotidiano
Escola Paulo Benevides

Domingo de eleições, dia de rever os amigos de infância, parentes e visitar o seu primeiro colégio, Além tudo, de exercer o seu papel de cidadão, escolher o prefeito de Fortaleza e os 43 vereadores que assumirão as vagas na Câmara Municipal.

O Portal de Notícias O Lagoa visitou alguns locais de votações no sul da cidade, começando pelo Colégio Ari de Sá, na Washington Soares, que é considerado o maior do Ceará, com 13.216 eleitores.

Apesar da grande movimentação pela manhã, o andamento das sessões era tranquilo, com poucas pessoas e nenhuma fila para votar.
A dona de casa Izolda Maria, chegou à escola bem cedinho, antes mesmo do início da votação. “Desde que comecei a votar aqui, eu sempre chego cedo, voto por acredito na mudança, tem muito político que engana por aí, mas gosto de exercer meu direito de escolher o melhor para minha cidade”, comenta.

O Colégio Ari de Sá também foi o local escolhido pelo Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) para a realização da auditoria das urnas eletrônicas. Nesse sábado (1), foram sorteadas quatro urnas para participar do processo, que consiste na digitação de votos colhidos, de modo a verificar se o número de votos registrados no papel é a mesmo registrado no sistema.

Já na Messejana na Escola Paulo Benevides e José de Barcelos, a movimentação era intensa, muitos eleitores em busca de suas seções e encontro inesperados de velhos conhecidos.

Em sua seção eleitoral, na escola Patronato Padre Luiz Barbosa Moreira, o publicitário Pedro Brandão, teve a surpresa de reencontra a professora da primeira série.
“A tia Helena estava organizando a entrada. Me apresentei para ela, obviamente não lembrava de mim pelo meu rosto. Com um sorriso grande dei um abraço demorado, conversa rápida, porque novas pessoas chegavam pra votar, mas aqueles momentos que percebemos que política é muito mais que apertar botões”.

Depois de passar por onde a índia Iracema andou, passamos pela Lagoa Redonda. Na Escola Moreira da Rocha, é outra local com bastante movimentação. Algumas eleitores reclamaram que ao chegar para votar, a urna estava com problemas, uns aguardaram o equipamento ser substituído, outros preferiram retornar em outro horário.

A costureira Fátima Silva, foi uma das que voltaram para casa, “Estava todo mundo voltando, prefiro retornar a tarde. Nesse horário a urna já deve ter sido trocada”, comenta.

Um dos fatores que chamou a nossa atenção, foi a quantidade de santinhos jogados nas ruas. Era difícil passar e não ver os papeis voando pelas ruas, e até pessoas jogando enquanto passava na frente dos locais de votações.

Segundo o TRE-CE, até às 11h, 109 urnas foram substituídas, sendo 55 em Fortaleza. Segundo a coordenadora de eleições, Edna Saboia, o andamento do pleito, até o momento, é considerado tranquilo se comparado com 2014. Nas eleições passadas, foi preciso trocar 391 urnas no primeiro turno.

Confira os registro de alguns locais de votação!