Foto: Reprodução

A Justiça do Ceará, por meio da 7ª Vara da Fazenda Pública, determinou a demolição do tradicional Restaurante “Zé do Mangue” e de outras construções localizadas às margens do Rio Coaçu, na Sapiranga, em Fortaleza, por se tratar de uma área de Preservação Permanente (APP).

A ação civil pública foi movida pelo Ministério Público do Estado (MPCE), que determinou um prazo de até um ano para a Prefeitura de Fortaleza desocupar e limpar o entorno, além de indenizar os prejudicados, sob multa de R$ 10 mil por dia de descumprimento.

Conforme o despacho, a Prefeitura foi negligente por deixar que comércios e residências se instalassem na área por cerca de 30 anos. O órgão solicitou, ainda, a demolição do restaurante, pois este estaria causando danos ambientais. Na área a ser “limpa” fica localizada, ainda, uma capela da comunidade.

Tanto o município como o proprietário do restaurante recorreram da decisão.