Foto: DIvulgação

O tão aguardado edital do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) saiu nesta terça-feira (05 de maio). A prova oferece vagas para os cargos de Especialista Federal em Assistência à Execução Penal, especialidades de Enfermagem, Médico Clínico, Médico Psiquiatra, Odontologia, Psicologia, Serviço Social e Terapia Ocupacional para nível superior. Já para nível médio, o cargo contemplado é o de Agente Federal de Execução Penal. Os salários iniciais são de R$ 6.023,23 para o cargo de agente, e R$5.865,70, para o cargo de especialista. As inscrições serão abertas entre os dias 15 de maio e 05 de junho de 2020, pelo site do Cebraspe neste link, com valor de R$ 120,00 para o cargo de agente e R$ 130,00 para o cargo de especialista.

A prova objetiva e discursiva para ambos os cargos (especialista e agente), será realizada nas 26 capitais do país e no Distrito Federal, além dos municípios de Mossoró, no Rio Grande do Norte e Catanduvas, no estado do Paraná, no dia 06 de setembro de 2020. O Teste de Aptidão Física (TAF) também será realizado em todas as capitais, em data a ser divulgada. Já o Curso de Formação será realizado em local a ser divulgado posteriormente pelo órgão.

Segundo o coordenador das carreiras policiais do Gran Cursos Online, Érico Pallazo, é importante que os candidatos que já vinham se preparando para os certames da Polícia Civil do DF, e de outras Polícias Civis, aprimorem os estudos, e se preparem para o certame com seriedade. Segundo o mestre, a prova veio com muitas leis e regulamentos, e o candidato não pode deixar passar nenhum ponto, caso queira estar entre as primeiras colocações. “É importante que o candidato que já vinha se preparando para este concurso, aprimore os estudos e, aos que ainda vão se preparar, comece o quanto antes, estudando de maneira igualitária as disciplinas, já que a tendência é uma prova com divisão de questões iguais”, ressalta Pallazo.

Testes físicos

Pallazo também chama a atenção para o Teste de Aptidão Física (TAF), no qual os candidatos precisam se atentar para a aprovação geral em todos os circuitos, o que será um fator decisivo. “Caso o candidato for ruim em uma das etapas, ele precisará compensar nas demais etapas, para que seja aprovado, então, é de fundamental importância ele se preparar com antecedência, para não ser reprovado”, ressalta.