No Ceará, o servidor público que não se vacinar contra a Covid-19 sem justificativa sofrerá sanções administrativas. A informação foi divulgada pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), nesta segunda-feira, 16. Um projeto de lei será encaminhado pelo Governo à Assembleia Legislativa do Estado (AL-CE) ainda nesta segunda-feira. As punições poderão ser desde um alerta até a demissão.