A Ceasa-CE, entreposto de Tianguá na região da Ibiapaba, registrou bons preços do dia 30 de abril a 4 de maio de 2021. Nas hortaliças, o quiabo obteve a maior queda do mercado (-20,36%), saiu de R$ 1,67 para R$ 1,33/kg, a pimenta de cheiro caiu (-20,0%), passou de R$ 2,50 para R$ 2,00/kg, e o tomate cajá primeira (-17,65%), custava R$ 3,40 e passou a custar R$ 2,80/kg.

Com preço elevado está o milho verde (+75,0%), passou de R$ 0,20 para R$ 0,35 a unidade, a abóbora caboclo (+33,33%), saiu de R$ 1,50 para R$ 2,00/kg, e a abobrinha italiana (+25,0%), passou de R$ 1,00 para R$ 1,25/kg.

Na categoria das frutas, o gengibre teve maior declínio (-9,94%), passou de R$ 7,14 para R$ 6,43/kg, a goiaba (-7,14%), saiu de R$ 2,80 para R$ 2,60/kg, e a uva importada (-5,26%) passou de R$ 9,50 para R$ 9,00/kg.

Com preços mais altos, destaca-se o mamão hawai (+12,64%), saiu de R$ 1,82 para R$ 2,05/kg, o abacate médio (+12,50%), saiu de R$ 1,60 para R$ 1,80/kg, e o maracujá (+9,09%), passou de R$ 2,20 para R$ 2,40/kg.