O Índice de Preços da Ceasa do Ceará (IPCE) registrou um aumento de 20,49%, no acumulado de março de 2020 a março de 2021, nos cinco setores pesquisados: Frutas, Folha Flor Haste, Hortaliças Frutos, Raiz Bulbo e Rizoma e Cesta Básica. A pesquisa calcula o balanço de 70 produtos do mercado atacadista de Maracanaú.

Apenas o setor de Hortaliça Fruto registrou declínio (-0,49%). O setor de Frutas registrou aumento de (+14,91%), de Folha, Flor e Haste (+8,03%), Raiz, Bulbo e Rizoma (+12,27%) e a Cesta Básica (+33,61%).

No comparativo mensal de fevereiro e março deste ano, as frutas que tiveram maior queda de preços foram a maçã nacional gala (-21,92%), o abacate fortuna (-20,54%), e o limão Taiti (-17,47%). Já as frutas que registraram aumentos mais acentuados foram a manga tomy (+39,58%), as bananas pacovan e prata (+34,15%), e a laranja pêra (+17,74%).

No setor de Folha, Flor e Haste, todos os produtos apresentaram aumento. Os maiores registos foram na acelga (+22,31%), na couve-flor (+14,42%), e na alface crespa (+9,49%).