Na manhã desta quarta-feira (28), o Ceará recebeu o 50° lote de vacinas contra a Covid-19, com 93.600 doses da Pfizer. Esse imunizante vai ser usado para aplicação da primeira (D1) e segunda (D2) doses na população cearense. No fim da noite de terça-feira (27), foram recebidas 194.750 doses da AstraZeneca (Fiocruz) destinados à aplicação de D2.

“Acabamos de receber 93.600 doses da vacina da Pfizer, o último lote previsto para chegar ao Ceará nesta semana. De acordo com o Ministério da Saúde, as doses da CoronaVac e Pfizer serão utilizadas para D1 e D2, enquanto a AstraZeneca deverá ser usada para aplicação da D2. Seguimos firmes na luta para vacinar todos os cearenses o mais rápido possível”, reforçou o governador Camilo Santana nas redes sociais. No início da tarde de terça-feira (27), outras 205 mil doses (42.200 da AstraZeneca e 163.200 da CoronaVac) tinham sido entregues ao Ceará.

A maior parte das remessas foi enviada pelo Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), e 42.200 da AstraZeneca foram recebidas via consórcio Covax Facility, iniciativa liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e parceiros a fim de ampliar a distribuição de vacinas contra a Covid-19. Até o momento, o Ceará recebeu um total de 6.542.868 doses (CoronaVac, AstraZeneca, Pfizer e Janssen).

Após desembarque no Aeroporto Internacional de Fortaleza – Pinto Martins, o novo lote foi encaminhado para a Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadim), da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa). A distribuição dos imunizantes para D1 será feita de forma proporcional aos municípios cearenses, em até 24 horas, depois da chegada da remessa semanal à Capital. O agendamento da vacinação é de responsabilidade de cada município.