Foto: Divulgação

Um dia que simboliza a força e a dedicação de todas as mulheres que compõe o Sistema de Segurança Pública cearense. Assim é possível descrever esta quinta-feira, 19 de novembro, data que marcou a solenidade de ascensão da Capitão PMCE Lívia Marinho de Carvalho Galvão, que consagrou-se como a primeira mulher comandante de aeronave da história da Coordenadoria Integrada de Operações de Aéreas (Ciopaer) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Com a presença de chefes de vinculadas, servidores e civis, a oficial chegou ao hangar da Ciopaer comandando a Fênix 03, ao lado do coordenador da Ciopaer, coronel PMCE Ronaldo Pires, tendo como passageiro o secretário da SSPDS, Sandro Caron.

Ao desembarcar da aeronave, a oficial tomou o tradicional banho de mangueira que marca o batismo de piloto em comando de aeronave. Emocionada, ela expressou a sua gratidão e falou que esse é um momento esperado desde o início da carreira na Coordenadoria. “Com imensa satisfação que estou aqui hoje. Esse é um momento que todos os pilotos almejam, o comando de aeronave. Quando a gente entra aqui na Ciopaer como aluno-piloto, acha isso algo tão distante. E realmente é. E aqui estou eu, primeiramente agradecendo a Deus, que me deu o dom, que guia meus caminhos e a minha vida para que eu consiga exercer a minha profissão com muito amor e dedicação. Queria agradecer ao comandante Ronaldo, ao secretário Caron e a todos que acreditaram e que trabalharam em prol para que isso tudo acontecesse”, disse.

A capitão iniciou o treinamento de elevação de nível em julho de 2020, cumprindo com êxito e em conformidade com o Regulamento Brasileiro de Aviação Civil – RBAC 90 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A oficial já possuía a licença de piloto privado de helicóptero (PPH), obtida em novembro de 2012, e a licença de piloto comercial de helicóptero (PCH), em dezembro de 2013.

Sandro Caron, secretário da SSPDS, falou sobre a emoção de ver um momento como esse que marca o início de um novo caminho para as mulheres. “Digo aos senhores de coração, sempre procuro falar como secretário de forma técnica, mas esse é um daqueles poucos momentos em que é impossível ser apenas técnico. Uma simples razão: desde que aqui assumi, esse é o momento em que mais me emocionei. Não há dúvida nenhuma disso. Me emocionei pelo sucesso da capitão Lívia, me emocionei por uma quebra de paradigma, me emociono pelo caminho que agora se abre para todas as mulheres na segurança pública do Estado do Ceará”, revelou.