Foto: Divulgação

As câmeras do sistema de videomonitoramento não são utilizadas exclusivamente para o trabalho policial. O alcance das lentes potentes e, principalmente, o olhar atento dos operadores do sistema na Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) provam que a tecnologia junto ao trabalho humano pode ser uma aliada para outros tipos de serviço de urgência e emergência que funcionam dentro da estrutura da Ciops.

No domingo (12), a queda de um homem que consertava o telhado de um imóvel, no Conjunto Palmeiras, foi captada pelas câmeras. No mesmo instante, os operadores e controladores fizeram contato com a viatura policial mais próxima do local, assim como comunicaram a ocorrência ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Fortaleza, que também funciona na Ciops, para se deslocar para o endereço.

Por volta das 7h30min do domingo, o operador de plantão que monitorava as imagens do videomonitoramento da Área Integrada de Segurança 3 (AIS 3), onde está localizado o bairro Conjunto Palmeiras, observou um homem caído ao solo após a queda de uma escada. De imediato, o fato foi comunicado aos controladores do Núcleo de Despacho e a ocorrência foi criada, com o acionamento da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e do Samu. Não demorou muito para a viatura da PM chegar ao local e iniciar o levantamento de dados enquanto aguardavam a chegada da ambulância.

A vítima estava no chão desacordada e com um ferimento aberto no braço. Os policiais militares improvisaram uma bandagem para estancar o sangramento, aguardando a chegada dos profissionais do Samu para assumirem a ocorrência. Após realizar os primeiros socorros, a vítima foi removida para a maca e levada para dentro da ambulância. Em seguida, o homem deu entrada no hospital, na Capital, para receber atendimento médico.